Jesus e seu conceito de próximo


“Jesus prosseguiu, dizendo: Certo homem descia de Jerusalém para Jericó e veio a cair em mãos de salteadores, os quais, depois de tudo lhe roubarem e lhe causarem muitos ferimentos, retiraram-se, deixando-o semimorto. Casualmente, descia um sacerdote por aquele mesmo caminho e, vendo-o, passou de largo. Semelhantemente, um Levita descia por aquele lugar e, vendo-o, também passou de largo. Certo samaritano, que seguia o seu caminho passou-lhe perto e, vendo-o, compadeceu-se dele. E, chegando-se, pensou-lhe os ferimentos aplicando-lhes óleo e vinho; e, colocando-o sobre o seu próprio animal, levou-o para uma hospedaria e tratou dele. No dia seguinte, tirou dois denários e os entregou ao hospedeiro, dizendo: Cuida deste homem, e, se alguma coisa gastares a mais, eu to indenizarei quando voltar. Qual destes três te parece ter sido o próximo do homem que caiu nas mãos dos salteadores? Respondeu-lhe o intérprete da Lei: O que usou de misericórdia para com ele. Então, lhe disse: Vai e procede tu de igual modo.” (Lc 10: 30 à 37)

Jesus indagado por um Mestre da Lei sobre como herdar a Vida eterna expõe uma analogia sobre o que é ser próximo e o que é o próximo. Na analogia feita pelo Mestre quase todos os personagens tem um “papel definido” como por exemplo o Sacerdote, o Levita e o samaritano. O único que não é identificado por Jesus é um “certo homem” que caiu em mãos de salteadores. Jesus ensina nessa passagem que não há definição nenhuma a ser feita quando se trata de fazer o bem. Independente de sua etnia, sua religião, sua cor, sua nação, sua condição social, sua condição psicológica, aquele “certo homem” era um ser humano que precisava de compaixão. Se era ateu, se suas crenças eram diferentes, se parecia embriagado, tudo isso não admitia importância alguma diante da misericórdia.

Ironicamente Jesus cita dois personagens religiosos que ao invés de praticarem sua fé sendo “próximos” do “certo homem”, decidem “passar de largo”. O Sacerdote e o Levita não foram usados aleatoriamente por Jesus nessa analogia, mas foram exemplos de como já naquele tempo os que se achavam tão próximos do Deus da religião eram os que estavam a quilômetros de distância do Deus que se faz presente no humano do homem. Certos ateus são tão mais humanos do que muitos religiosos, demonstrando (e isto sem saberem) com suas atitudes mais proximidade de Deus. É interessante que na analogia o misericordioso para com o “certo homem” é um samaritano. Os samaritanos na época de Jesus eram considerados pelos judeus como quase “pagãos”, e sofriam inúmeros preconceitos por parte desses em relação as suas crenças. Para Jesus a miopia religiosa leva os religiosos a enxergarem Deus somente em suas crenças, enquanto o “pagão”, o ateu religioso, o “desintoxicado” de religião (o que a abandonou) na maioria das vezes consegue enxergar Deus no humano do homem e usa de misericórdia para com ele. O religioso (isso não é uma regra)enxerga o mundo pelas suas crenças, pela sua ideologia e tende a definir o ser humano na mesma medida em que se define. O religioso se define como aquele que “conhece” a Deus e define aquele que não segue suas crenças como aquele que não “conhece” a Deus. Em consequência dessa definição feita em sua mente religiosa suas ações são restritivas e limitadas, e sua “misericórdia” só abrange aos membros da sua confraria religiosa. Em contrapartida, os de fora da religião tem uma visão mais ampla porque não se deixam definir (apesar de serem definidos pelos religiosos como pagãos, blasfemos, ateus…) e na amplitude de sua visão laica não fazem distinções, diferenças, seleções… Um “certo homem” é apenas o que Jesus definiu sabiamente na cabeça desses que estão do lado de fora da religião, mas sabem que estão próximos de Deus quando estão próximos do ser humano. Que o Mestre nos ensine a sermos próximos provando fé em Deus em nossas atitudes, ainda que para muitos estejamos longe do “Deus” que aprenderam a servir”passando de largo”!

Anderson Luiz

Um comentário em “Jesus e seu conceito de próximo

Obrigado pela opinião!

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s