Pessoas “boazinhas” causam desgraça!


“Aprendi o silêncio com os faladores, a tolerância com os intolerantes, a bondade com os maldosos; e, por estranho que pareça, sou grato a esses professores.” (Khalil Gibran)

Pessoas “boazinhas” ajudam a aumentar a insegurança dos seres humanos, quando não permitem que eles caminhem sozinhos na estrada da vida.

Pessoas “boazinhas” julgam ser “mal” a dureza da vida que, na maioria das vezes, nos faz crescer e amadurecer.

Pessoas “boazinhas” impedem que sejamos “podados” para darmos mais frutos e assim fazem com que o ser humano viva na sua imaturidade emocional eterna.

Pessoas “boazinhas” já sofreram bastante e querem impedir que o mundo sofra o amor de Deus que corrigi do erro.

Pessoas “boazinhas” tentam cumprir o papel de Deus, julgando serem mais justas do que Ele em suas atitudes.

Pessoas “boazinhas” amarram laços que não se arrebentam com facilidade.

Pessoas “boazinhas” falam sempre o que as pessoas querem ouvir e nunca o que precisam ouvir.

Pessoas “boazinhas” são sempre amadas e sua falta é um martírio quando a alma é doente.

Pessoas “boazinhas” vê com olhos maus a correção em amor, correção que quer ver a pessoa livre e no caminho do crescimento e amadurecimento.

Pessoas “boazinhas” são agitadas no seu serviço de fazer o “bem” a custo do preço que for.

Pessoas “boazinhas” não descansam na bondade de Deus, vivem um alvoroço espiritual, emocional e psicológico na ânsia de dirigir o “destino” do outro, que na verdade é o seu próprio “destino”.

Pessoas “boazinhas” ligam almas e são capazes de fazer com que a vida do ligado seja o reflexo da sua. Na alegria, tristeza, doença, dor…

Pessoas “boazinhas” manipulam quando são manipuladas, mandam quando são mandadas, pois a sua “bondade” sempre será requerida e desejada.

Pessoas “boazinhas” são colos, são ombros, são camas, refúgios… só não é vara que repreende com coragem e sinceridade de coração.

Pessoas “boazinhas” quando tentam repreender com a vara, no final acaba fazendo carinho com a mesma.

Pessoas “boazinhas” não demonstram defeitos em público, pois sua imagem de “bonzinho” iria por ralo abaixo se todos soubessem que eles também são humanos.

Pessoas “boazinhas” adoram ser chamadas de “boazinhas”, isso inflama o ego delas ao ponto de estourar.

Pessoas “boazinhas” em seu inconsciente se assemelham a si mesmos aos “santos” e “santas” do mundo.

Pessoas “boazinhas” tem sempre uma resposta a dar e a resposta é sempre de “vitória”.

Pessoas “boazinhas” são auto-astral sempre e quando choram, choram para convencer os outros para a sua “causa”.

Pessoas “boazinhas” não são tão bobinhas como aparentam ser, as vezes são ardilosos e dissimulados.

Pessoas “boazinhas” acham que foram suas preces, rezas ou orações, os motivos de Deus ter ouvido a causa do outro.

Pessoas “boazinhas” acham que sem a sua “bondade” no mundo esse estaria perdido.

Talvez pessoas “boazinhas” não sejam tão “boazinhas” assim!

Anderson Luiz

Um comentário em “Pessoas “boazinhas” causam desgraça!

Obrigado pela opinião!

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s