O Consumismo nos consome!


“A nossa felicidade depende mais do que temos nas nossas cabeças, do que nos nossos bolsos.” (Arthur Schopenhauer)

Está tudo dominado! O mundo tem se tornado uma multinacional! O consumismo nos devora vorazmente com sua boca gigante e sedenta por produtos. Somos produtos e tudo agora é visto como mercadoria. Cultura, conhecimento, religião, alma humana, saúde, educação… tudo deve ser objeto de consumo para satisfação da “clientela”. Mentes empresariais em todos os setores e subsistemas: Econômico, Político, Cultural e Social. O consumidor tem sempre a razão! Ele precisa estar satisfeito! Planejamento, metas, oportunidades e fraquezas não são mais palavrinhas mágicas das grandes corporações, são palavras sagradas do nosso cotidiano. Marx foi um profeta que descreveu de modo certeiro que a base econômica de uma sociedade transformaria todos os subsistemas (Político, Cultural e Social) e que esses subsistemas legitimariam a Economia.

A nossa política virou objeto de consumo! Depois da criação de canais de propagação política como TV Senado, TV Justiça e outros, os consumidores podem assistir o que estão “vendendo” os Parlamentares e Ministros. É estar satisfeito com o “produto” adquirido nas votações ou reclamar no “PROCON” das próximas votações. A propaganda política é a arma do negócio político! É ali que se vende o produto! E tem para todos os gostos, tipos, classes, etnias e preferências religiosas. O “produto” não possui defeito algum, só apresenta defeitos depois do prazo de validade ter terminado e assim o consumidor político deve se submeter a “merdadoria” adquirida. Como Ouroboros, a serpente mitológica gigantesca que deu a volta sobre a Terra e engoliu o próprio rabo, assim é o Consumismo. Devorador dos infernos! As grandes corporações invadiram os três poderes: executivo, legislativo e judiciário. Todos os planos e metas do governo giram em torno da “estabilidade” econômica, do “desenvolvimento”, do “crescimento” econômico. A mentalidade é: crescimento econômico para que mais e mais famílias consumam produtos e assim o País venha a crescer como aquela serpente Ouroboros. Vai chegar o dia em que ela morderá o próprio rabo!

A Educação tem se transformado em uma mega-empresa e todos os servidores viraram reféns do Consumismo. O Neoliberalismo, aquele sistema que busca privatizar tudo, diminuir o controle estatal e transformar tudo em produto, já fincou as suas garras na Educação. Na era do Industrialismo, era preciso formar uma massa de trabalhadores para as fábricas e agora na era do Conhecimento e Tecnologia, é preciso formar “consumidores” de novos e sofisticados produtos. Os alunos-consumidores estão comprando conhecimento e podem reclamar nos “Procons” da Educação dos Professores-vendedores, que serão atendidos. A “clientela” invadiu até a mentalidade do “professorado”! Cada vez mais o sistema educacional é invadido por Administradores, Economistas, gênios do Marketing e da Propaganda. Começando de “cima para baixo”, do “topo” da pirâmide, é só ver a formação de quem dita as regras do jogo na Educação. Há um diferencial na Religião? E na “indústria da música”? E na Saúde tem alguma diferença? Me diga se não são as corporações, as indústrias farmacêuticas e as mentes empresariais que estão a dominar tudo?

No subsistema Social as relações humanas se tornaram ainda mais uma questão de Economia. As amizades são econômicas, o amor é econômico, os compromissos sociais dependem de vantagem financeira. Somos consumidores nas nossas relações! Tratamos o outro como produto! É só usar, se gostar do “produto-corpo-alma-humano” eu fico com ele e se não gostar eu descarto. Essa é a mentalidade! Escolhemos nossos amigos nas redes sociais, como quem escolhe uma mercadoria. Estou errado? Quem vende bem o seu “produto-persona”, é capaz de ampliar o seu nível de “amizade” e quem não sabe vender que morra na solidão. Muitas mulheres se vendendo fácil para qualquer um que apareça tendo grana para comprar, usar e descartar. A esperança delas é que o produto que elas ofereçam satisfaçam os clientes e quando aparece um produto melhor que o vendido por ela, e o seu comprador a descarta, vem o desencanto com o mundo, com a vida e com as pessoas. O Consumismo esta conseguindo devorar a mentalidade humana! Cada um tem seu preço? O mundo esta sofrendo dessa doença e ninguém ainda percebeu o quanto isso é grave! Grave não, gravíssimo! O preço de minha vida ninguém no mundo será capaz de pagar. Aliás, alguém um dia já pagou com sangue! Quem lê por favor entenda!

Anderson Luiz

Obrigado pela opinião!

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s