Subtraia-se!


“A grandeza do homem está em ele se reconhecer como miserável. Uma árvore não se dá conta de sua miséria. (Blaise Pascal)”

Subtraia-se!

Deixe de ser religioso, dogmático, ateu, agnóstico e antirreligioso.

Na vida, não vale a pena ser espírita, evangélico, católico, budista, maometano, místico ou ocultista.

Não gaste tempo sendo “Flamengo até morrer” e morrer pelas mãos de vascaínos, tricolores ou botafoguenses. Rasgue essa camisa! É um peso a menos e uma oportunidade de conciliação a mais.

Subtraia-se!

Esqueça o que nos separa em orientais e ocidentais, em latino-americanos e anglo-saxônicos, em americanos, asiáticos, africanos ou europeus. Isso é bobagem!

Não defenda ou levante uma bandeira do Comunismo, do Capitalismo, Anarquismo, Sindicalismo, Feminismo, Homossexualismo, Cristianismo…todas elas estão sujas de sangue. Ao invés de levantar uma bandeira, levante a um irmão seu, o mais próximo que esteja caído.

Subtraia-se de todas as teorias humanas! Fenomenais, interessantes, mas de pouco proveito na própria vida de cada ser.

Subtraia-se da Fenomenologia, do Construtivismo, do Pragmatismo e do Inatismo, do Existencialismo, Interacionismo, Evolucionismo e do Criacionismo.

Deixa de ser e de se sentir como um brasileiro, estrangeiro, macumbeiro, romeiro…como chileno, romeno, americano, cigano, fulano e beltrano. Vai ver como é fácil ser livre e não condicionado pelo Hino Nacional a ser um patriota idiota.

Subtraia-se e deixa a diferença que fazem quando separam quem é “nacional” e quem é “internacional”. Dentro de você não há divisão! Então não fique dividido!

Não de ideia aos “Dias” do índio, da mulher, da criança, dos pais, das mães, de Jesus (Natal), da Consciência negra e tantos outros. O único “dia” que existe é o hoje e sua consciência deve estar consciente disso!

Não brigue e obrigue ninguém a gostar de rock, reggae, metal, batuque, funk, forró, axé, sertanejo, gospel… larga mão de ser metaleiro, funkeiro, pagodeiro e discipline o ouvido a escutar músicas boas por aí. Irá diminuir as injúrias e aumentar o gosto musical.

Subtraia-se!

Não deixe os signos significarem algo que divida e que te faça sofrer antipatias astrológicas. Pare com essa coisa de adolescente do tipo que fica procurando quem tem afinidade com “meu” signo e de quem eu devo me afastar. Cresça, subtraia-se disso, pois a soma dessa subtração é a integridade e não a somatização de definições vazias.

Corra do que nos dispersa, nos espalha e faz de nós seres fragmentados e fracos. Junte os pedaços que se espalharam pelo caminho da vida, subtraia-se de conceitos e definições, elimine o que é taxativo e marca a alma e seja íntegro! Ser íntegro é ser inteiro! Ser íntegro é não se vê dividido nesse mundo que divide para enfraquecer! Ser íntegro é se despir dessas roupas pesadas que nos deram para vestir e deixar transparecer aquilo que é verdadeiro em nós: o espírito. Tão somente seja humano! Seja “filho do homem” e não veja diferença naquele que “parece” diferente, mas não é. A aparência é mera ilusão de ótica!

Anderson Luiz

Obrigado pela opinião!

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s