Tecnomagia


“Seja qual for o país, capitalista ou socialista, o homem foi em todo o lado arrasado pela tecnologia, alienado do seu próprio trabalho, feito prisioneiro, forçado a um estado de estupidez.” (Simone de Beauvoir)

A nova era das tecnologias já chegou e ela é surpreendente e assustadora. Para o bem e para o mal, a tecnologia como meio (nunca como fim) merece a cautela do ser humano que não quer se tornar uma extensão da máquina que usa. Muitos já se tornaram! Autômatos, alienados, robotizados e ultimamente, “enfeitiçados” por um tipo de magia que te transforma em um “zumbi” (morto-vivo). Para o bem, aquele que bem utiliza os meios tecnológicos para um fim útil, não deixa de perceber como é fenomenal a genialidade humana que facilita a vida em um aplicativo. Para o mal, é preciso uma cautela enorme para não virar um clone humano que responde estímulos o tempo todo quando de posse de uma “máquina”.

A magia sempre fascina os seres humanos! Diversas são as definições do que seja a “magia”, mas eu me atenho em uma delas: “magia seria o poder que se tem de transformar e dominar os elementos da natureza para que eles obedeçam a sua vontade”. Diversos foram as pessoas que além de estudarem a magia, escreveram sobre ela. Astrólogos foram chamados de magos em muitos casos, até que a Astrologia perdeu espaço para a Astronomia, que foi reputada como Ciência. Os alquimistas que pretendiam achar a “pedra filosofal”, o elemento que transformaria qualquer metal em ouro, foram reputados como bruxos, magos, feiticeiros… e suas experiências eram extremamente científicas, capazes de criarem o sabão e outros produtos comuns em nosso dias. Magia e Ciência sempre andaram de mãos dadas e a diferença entre as duas pode ser mera ilusão de ótica. A Tecnologia, encontro entre Engenharia e Ciência, se supera a cada dia, e por encontrar um mercado amplo entre nós para a venda de suas crias, é alçada como um “novo deus” desse século. Com apenas um clique, toque ou movimento, nossa vontade se manifesta! É assim quando eu “controlo” tudo com um controle remoto, quando eu viajo em portais com toques em um sensor de tela ou quando um sensor abre portas ou acende luzes, adivinhando o que se passava em minha cabeça. Isso é magia! Melhor, Tecnomagia! Há o domínio e o controle do homem sobre os elementos da natureza (fogo, terra, água, ar, metal etc) em todos esses exemplos para que sua vontade seja satisfeita. Não?

A questão que eu quero deixar para refletir não tem relação com os meios (Tecnologia e suas crias), mas em relação ao fim (o resultado de seu uso). O problema não é a magia quando você a domina, mas os “enfeitiçados” e dominados por ela. Muitos tem se tornado a extensão de aplicativos. Outros estão dominados pela necessidade de olhar para uma telinha todo o tempo e escravizados pelo desejo de atender ao vício que um aplicativo gera. Outros ainda estão morrendo por uso abusivo das Tecnologias (e isso sem exagero algum). Conversa-se o tempo todo com os dedos e quase nunca com a boca. O metrô, o ônibus, os lugares “sociais” estão se tornado cemitérios, devido ao silêncio sepulcral. Já não se fala mais com a boca e sim com os dedos! Já não se olha nos olhos e sim nas imagens de telinhas que não cabem um coração humano! Uma verdadeira “magia negra” de desumanização está acontecendo… o cérebro está atrofiando, o coração gelando, as mãos só obedecem estímulos, os olhos estão fixados em coisas “pequenas” (celulares, iPod, smartphone etc). Quem tem paciência para ler um bom livro? Quem tem coragem de observar as pessoas e encará-las no metrô? Quem hoje pode iniciar uma boa conversa em um ônibus logo de manhã? Não pretendo estar vivo quando esse mundo se transformar em uma “Zumbilândia”. E enquanto estiver aqui me esforçarei para que nada coma meu cérebro!

Anderson Luiz

Obrigado pela opinião!

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s