Sexo, drogas e o “espírito” de porco…


“As frivolidades cativam os espíritos levianos.” (Ovídio)

É impressionante como nós, seres humanos, somos atraídos por tudo o que é “baixo”, podre e aquilo que não é a “essência” da vida. O que seria a “essência” da vida? Se não me perguntarem, eu sei, agora se perguntarem… não sei explicar, mas poderia dizer com clareza o que não é! É realmente impressionante como nos impressiona certos “valores” que só alienam, domesticam e criam uma aura de ilusão, capaz de cegar o entendimento. Sexo, drogas, rock in roll, novelas, sensualidades, luxúria, contar dinheiro… em alguns momentos passamos por isso. E isso é humano! Faz parte do aprendizado, da caminhada! O problema não é passar por isso, mas achar que isso é vida (totalmente diferente de acreditar que faz “parte” da vida). Isso não é o Todo, é apenas uma parte! Damos tanta importância as “sombras da caverna” sem saber que há um mundo iluminado fora dela.

Vivemos de sombras e de sobras, de partes que já não servem por que já estão apodrecidas. E isso é impressionante! Urubus que adoram carniça, porcos que se lambuzam na lama, cães que farejam nos cemitérios… eis a nossa sina? Nossos olhos estão atentos a sangue, terrores, mortes, sexo por sexo, invejas… nossa língua está em chamas por “picuinhas”, fofocas, intrigas, maledicências… Até a tecnologia em nossas mãos vira um meio de filmar as cenas mais bizarras e violentas, a compartilhar as coisas mais esdrúxulas e mesquinhas, além de nos deixarmos transformar nos seres mais esquisitos, exuberantes e ostentadores da face da Terra. Vivemos dominados por esse “espírito” de porco, que não tem nada a ver com o animal porco, mas tem a ver com nossa tendência as coisas que fazem mal a alma.

Já é hora de acordarmos desse torpor, desse sono pesado e preguiçoso, dessa “onda” de programas televisivos imbecis que só destroem neurônios. Chega de ser dominado por tecnologias! Chega de “compartilhar” a parte podre da alma! Chega de “curtir” frases que não são vida! Chega de achar que aquilo que não é, nunca foi e nunca será, é a realidade da vida! Isso é mera ilusão! Livre-se dessa “magia negra” que escurece a consciência e não permite enxergar a luz que tem seu brilho próprio! É hora de despertarmos verdadeiramente! Há luz brilhando em nós, apesar de não ser luz própria! Somos luminosos o suficiente para enxergarmos o quanto ainda resta de trevas em nós! Adeus “espírito” de porco! Que o diabo o carregue!

Anderson Luiz

Obrigado pela opinião!

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s