Jesus e os oportunistas


“Em verdade, em verdade vos digo: o que não entra pela porta no aprisco das ovelhas, mas sobe por outra parte, esse é ladrão e salteador. Aquele, porém, que entra pela porta, esse é o pastor das ovelhas, Para este o porteiro abre, as ovelhas ouvem a sua voz, ele chama pelo nome as suas próprias ovelhas e as conduz para fora. Depois de fazer sair todas as que lhe pertencem, vai adiante delas, e elas o seguem, porque lhe reconhecem a voz; mas de modo nenhum seguirão o estranho; antes, fugirão dele, porque não conhecem a voz dos estranhos.” (João 10:1a5)

Posteriormente explicando a parábola, o Mestre deixa transparecer que ela se refere aos ditos “salvadores” que vieram antes dele, os quais os chama de “ladrões e salteadores” (João 10:8e9). Muitos vieram se dizendo “o Cristo” (o escolhido de Deus) prometendo salvação ao povo (ovelhas) e Jesus faz questão de deixar claro que esses foram meros oportunistas a se aproveitar da fraqueza e ignorância do povo. O oportunista é um ladrão por que ele usa meios escusos para se legitimar (sobe por outra parte). Ele procura uma brecha por onde entrar e roubar a confiança do povo com sua fala mentirosa de “salvação”. O oportunista é salteador porque toma de assalto algo que não lhe pertence, e usa de artifícios e seduções para enganar. O oportunista adora reconhecimento e os holofotes despertam nele uma luz luciferina. O oportunista conspira sempre esperando o vento lhe soprar a favor, e geralmente sabe que o vento estará a favor no deserto, no caos, na confusão do povo e enquanto a multidão “dorme” e não está em “alerta” para reconhecer um ladrão. O oportunista semeia o caos para nessa oportunidade aparecer como aquele que trará a ordem! Mal sabe ele que um dia colherá tempestades! O oportunista é estranho, pois sua fala é dúbia e seu ânimo é dobre e depende muito da situação: se essa lhe favorecer, ele tem uma opinião a favor, se não, a opinião muda. Seu caráter é estranho e o oportunista tem muitas faces e máscaras. Tem uma máscara para cada dia a depender das conveniências. E exatamente por isso “quem é de verdade sabe quem é de mentira”.

O salvador, o Mestre e Cristo eterno é a única porta, é o único legitimado para conduzir o povo pelo caminho que ele mesmo fez e mostrou. Quem está “alerta” e não está a “dormir”, discerne a verdade em suas palavras e põe a prova a retidão do seu caráter. A voz do Mestre não é estranha para o vigilante que sabe discernir aquele que diz e vive na verdade, daquele que mente e pavimenta a sua estrada com a hipocrisia e a falsidade. Quem está “alerta” sabe que o espírito do Cristo é a lealdade, a honestidade, a sinceridade, a lisura, a honradez. Quem o tem, nunca impõe liderança, mas essa é reconhecida pelas ovelhas (o povo) que lhe pertencem. Já o oportunista, sua liderança é tomada de modo estranho, ilegítimo e sua capa de hipocrisia esconde a vaidade, o ego, a traição, a ânsia por poder e reconhecimento que em momentos de pressão, se manifestam naturalmente. Que o Cristo eterno nos ajude a discernir os oportunistas, os estranhos que roubam e tomam de assalto aquilo que não é seu por legitimidade! Vigiemos!

Anderson Luiz

Obrigado pela opinião!

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s