A corda

“Não alcançamos a liberdade buscando a liberdade, mas sim a verdade. A liberdade não é um fim, mas uma consequência. (Leon Tolstoi) Para onde o meu olhar se projeta eu só vejo cordas e mais cordas... alguns laços, nós de marinheiro... a corda invisível no pescoço daqueles que não questionam nada e seguem como gado … Continue lendo A corda

O homem domesticado

“Livres pensadores são aqueles que estão dispostos a usar suas mentes sem prejuízo e sem receio de entender as coisas que se chocam com seus próprios costumes, privilégios ou crenças. Este estado de espírito não é comum, mas é essencial para pensar direito.” (Leon Tolstoi) O homem domesticado segue modismos. O homem domesticado segue o … Continue lendo O homem domesticado

Sobre a morte e a doença

É na morte e na doença que nós aprendemos que as diferenças são insignificantes, o status social é insustentável, o preconceito é ridículo, a cor da pele é apenas a demonstração da riqueza da natureza...É na morte e na doença que os conceitos, os títulos, as definições se convergem para uma única apenas: a do ser humano. Diante da morte e da doença não existe prostitutas, artistas, anônimos, empresários, ricos, pobres, devotos, ateus, santos, profanos... Na morte e na doença o ser humano é nivelado e volta a ser o que apenas não deveria deixar de ser nunca: ser humano.