Sobre a Vida

A pergunta mais ridícula que se faz a uma criança é: vai ser o que quando crescer? Como se a profissão fosse o sinal de seu sucesso final, de sua chegada ao pódio da vida, de sua “realização”. Ser apenas humano quando crescer já seria o suficiente para cada um de nós. Quando se é humano e vive sob um olhar de humanidade, começa a se enxergar que as diferenças são pequenos detalhes que não tem valor algum diante da Vida. O rico e o pobre, o patrão e o empregado, o da roça e o da cidade, o negro e o branco, o que se diz “civilizado” e o índio, o francês e o africano, o americano e o iraquiano, no olhar humano qual a diferença entre eles?